Postagens populares

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Ônibus uma lição de vida!

Todos os dias para ir trabalhar, eu pego um ônibus . Na maioria das vezes o ônibus vem sempre muito cheio de gente.Os meus familiares dizem que eu deveria aprender a dirigir para não ter que enfrentar tal situação todo o dia, pois temos um carro que fica parado na garagem.

Sempre que começa essa conversa em casa, eu me lembro de um artigo muito interessante escrito pela vereadora de São Paulo, Soninha Francine. Ela escreveu este artigo mencionando as diferentes perspectivas que você tem da cidade e da população ao andar em diferentes tipos de transporte.

Se eu entrasse em um carro particular e fosse trabalhar, eu não poderia prestar atenção a tantos fatos interessantes que se passa nas ruas e dentro do coletivo. Além disso, eu ia e voltaria sozinho do trabalho, e isso ainda pioraria, ainda mais a minha introspecção e meu laconismo.

O fato é que dentro de um coletivo, você pode ter uma base de como anda as boas maneiras, a educação e o companheirismo do povo. Você quer ter uma idéia disso? Posso dar muitos exemplos.

Todos os dias, eu pego o coletivo munido de uma pasta de couro, tipo executivo, então você já sabe que ficar com a pasta e segurar na barra, vira uma tarefa de equilibrismo! Sabe que é muito difícil, uma pessoa que esta sentada pedir para segurar a pasta para mim.

Outro exemplo, seria o da senhora grávida. Nesse é muito difícil ver ela ficar em pé muito tempo em um ônibus lotado. Na maioria das vezes, uma mulher cede o lugar, para que esta sente.

Um outro exemplo é o dos aposentados na área destinada à gratuidade. Para estes é nota 10, porque na maioria das vezes, onde um dele tem que ceder o assento ao mais velho sempre ocorre.

Mas, o mesmo não ocorre quando um aposentado encontra-se em pé e um jovem encontra-se no assento. Em certos casos desse já observamos até outras pessoas repreenderem aquele jovem que se encontra sentado na área da gratuidade.

Nenhum comentário:

Compartilhe!